Warriors buscam recorde e Kobe se despede da NBA: a histórica rodada final da temporada regular

0
31
Warriors, de Stephen Curry, e Lakers, de Kobe Bryant, são as principais atrações da histórica última rodada da temporada regular 15/16 (AP Photo/Kelvin Kuo)

por Vitor Pantoja

Nesta quarta-feira, 14 jogos movimentam a última rodada da temporada regular da NBA. Entre eles, dois em especial fazem deste encerramento de fase classificatória um dos mais esperados dos últimos anos.

Warriors tentam bater recorde histórico

Em primeiro lugar, a partida entre Golden State Warriors e Memphis Grizzlies pode representar a quebra de um recorde antes visto como inalcançável: o de melhor campanha em uma temporada regular – 72 vitórias e 10 derrotas – estabelecido pelo Chicago Bulls, de Michael Jordan, Scottie Pippen e companhia, na temporada de 1995/1996.

Por mais incrível que possa parecer, caso o time comandado pelo técnico Steve Kerr – curiosamente, jogador dos históricos Bulls de 95/96 – vença o confronto, que será disputado na Oracle Arena (casa dos Warriors), onde a equipe possui 38 triunfos e apenas dois revezes nesta edição do campeonato, chegará ao inédito retrospecto de 73-9 (89% de aproveitamento) e ficará para sempre marcado como um dos conjuntos mais dominantes da história do esporte.

Em caso de vitória sobre o Memphis Grizzlies, os Warriors quebram o recorde de vitórias em uma temporada, pertencente ao Chicago Bulls (NBA/Divulgação)
Em caso de vitória sobre o Memphis Grizzlies, os Warriors quebram o recorde de vitórias em uma temporada, pertencente ao Chicago Bulls (NBA/Divulgação)

“Nos colocamos em uma ótima posição para terminar a temporada com uma vitória e fazer algo que nenhum time fez em toda a história, então, é uma realização incrível”, declara Stephen Curry, armador da agremiação californiana e escolha praticamente certa ao prêmio de MVP (Jogador Mais Valioso, em português) da NBA pelo segundo ano consecutivo. Ele lidera a liga em pontos (29,9) e roubadas de bola (2,1) por jogo.

Juntamente com Curry e Klay Thompson, Draymond Green forma o trio de ferro do Golden State Warriors. Extremamente versátil, o ala-pivô de 26 anos possui marcas de 14 pontos; 9,5 rebotes; e 7,4 assistências na temporada. Recentemente, ele revelou o “conselho” que recebeu de Michael Jordan no Jogo das Estrelas sobre a possível quebra do recorde. “Mike me disse no All-Star: ‘Vão buscar o recorde. Se vocês não quebrarem o recorde, vou ficar por cima e culpar vocês.’ Estamos quase lá”, lembrou.

A campanha marcante do esquadrão de Oakland (CA) chama atenção inclusive das maiores estrelas da competição, como Lebron James, do Cleveland Cavaliers. “Posso realmente dizer que estou testemunhando um momento histórico”, reconhece.

A despedida de uma lenda

Como se não bastasse a oportunidade única obtida pelo Golden State Warriors, a derradeira rodada da fase regular da temporada 2015/2016 traz ainda a partida final de um dos maiores mitos da história do basquete: Kobe Bryant.

Em Los Angeles, contra o Utah Jazz, que precisa vencer pois ainda briga com o Houston Rockets pela última vaga aos playoffs da Conferência Oeste, o ala de 37 anos se despede do Staples Center e de milhares de fãs e admiradores ao redor do mundo.

Dono de carreira invejável – cinco vezes campeão da NBA (2000/2001/2002/2009/2010), duas vezes MVP das finais (2009/2010), MVP da temporada regular (2008), 17 vezes selecionado para o All-Star Game, MVP do jogo festivo em quatro oportunidades (2002/2007/2009/2011), terceiro maior cestinha da NBA, segundo maior pontuador em um jogo do torneio (81) e bicampeão olímpico (2008/2012) – Kobe dá adeus ao esporte que disputou profissionalmente nos últimos 20 anos em ano melancólico para os Lakers, que fazem a segunda pior campanha da liga, com 16 vitórias e 65 derrotas.

kobe finale
Nesta quarta-feira, Kobe Bryant se despede do basquete (Getty Images)

Contudo, o fraco retrospecto do selecionado de Los Angeles acabou sendo um mero detalhe em meio a avalanche de homenagens recebidas pelo camisa 24 durante o ano. Nos confrontos fora de casa, os adversários reverenciaram Kobe com vídeos especiais sobre a carreira, depoimentos de lendas do basquete – inclusive Michael Jordan – e demonstrações de carinho por parte dos torcedores rivais, que confeccionaram inúmeros cartazes com os dizeres “Thank you, Kobe”, reconhecendo sua importância para o esporte amado por muitos.

“Ele é parte da razão pela qual estou aqui hoje. Ele me levou para a quadra quando adolescente para trabalhar no meu jogo. Sempre o assistia jogando e tentava copia-lo. Queria ser como ele”, afirma Paul George, atualmente All-Star e ala do Indiana Pacers.

Fique de olho

O duelo entre Houston Rockets, de James Harden, e Sacramento Kings, de Demarcus Cousins, decidirá a última vaga aos playoffs do lado oeste. Se vencerem, em casa, os Rockets irão à pós-temporada na oitava colocação. Em caso de derrota, os texanos precisam torcer contra o Utah Jazz, que enfrenta os Lakers.

Na TV

Golden State Warriors x Memphis Grizzlies – 23h30 – ESPN+ e SporTV 3

Los Angeles Lakers x Utah Jazz – 23h30 – ESPN

NO COMMENTS